"Ninguém educa ninguém. ninguem educa
a si mesmo, os homens se educam entre si,
mediatizadas pelo mundo."
Paulo Freire

01/04/2020 08:44 - Piso 20h REME: prefeitura sinaliza índice zero e ACP cobra reposição da inflação e continuidade da política de valorização do magistério

A Prefeitura Municipal de Campo Grande enviou na tarde desta segunda-feira (30), documento referente à correção do Piso 20h REME em 2020. No termo de resposta à solicitação de reajuste salarial, o Poder Executivo alegou não ser possível apresentar, diante do cenário imposto pela pandemia de COVID-19, uma proposta de reajuste.
Comissão mista da ACP recebeu, debateu os itens do termo e elaborou uma nova proposta, a fim de finalizar as tratativas sobre a correção do Piso em 2020. Foi solicitada uma reunião presencial com o prefeito, com no máximo cinco integrantes da comissão, para formalizar a proposta do sindicato que entendendo a gravidade do momento pede apenas a correção do índice da inflação do período anterior, sendo 4,31% ainda neste ano, bem como a manutenção do processo de negociação para o cumprimento do Piso 20h, durante o ano de 2021, com assinatura de Termo de Compromisso.
“Lutamos em defesa da vida, todos juntos, e também buscamos a valorização desses profissionais que, novamente, mostram-se tão essenciais para o bom desenvolvimento da sociedade”, pondera o presidente da ACP, professor Lucílio Nobre.
Veja abaixo o ofício encaminhado pela ACP
O sindicato reforça que a categoria tem plena consciência do difícil momento que a sociedade enfrenta, no entanto destaca não haver motivos para impor ainda mais perdas aos trabalhadores, com aplicação de índice zero de reajuste, o que provocaria a perda do poder de sobrevivencia de um grupo considerável de trabalhadores, justamente quando a crise vai afetar mais fortemente a classe trabalhadora.
“Nós temos total compromisso com a educação e superação desta crise, tanto que todos os nossos instrumentos de mobilização estão suspensos neste momento. Mas, é importante manter a mínima valorização profissional, uma vez que a reposição da inflação foi aplicada em todos os índices econômicos, seja nos preços de bens e serviços, seja nos valores de impostos como IPTU, por exemplo. O que pedimos é apenas essa reposição e o compromisso político do prefeito com a continuidade da valorização da categoria”, defende Nobre.
Assim que a prefeitura sinalizar resposta, a ACP informará a categoria.
Parcelamento de salário
Quanto à declaração feita pelo prefeito Marcos Trad, nesta segunda-feira (30), ao site Campo Grande News, sobre a possibilidade de parcelar salário dos servidores municipais, a ACP entende que seja possível acontecer até o 5º dia útil, para evitar aglomerações nas agências bancárias – medida adotada pelo governo do Estado.
Caso, o parcelamento exceda ao 5º dia útil, a ACP tomará todas as medidas cabíveis, uma vez que fere a legislação brasileira.