"Ninguém educa ninguém. ninguem educa
a si mesmo, os homens se educam entre si,
mediatizadas pelo mundo."
Paulo Freire

21/09/2021 14:02 - Presidente da FETEMS, Professor Jaime Teixeira e diretores participam da Plenária Mundial Popular de Educação, em Recife

Nos dias 20 e 21 de setembro, o Presidente da FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Professor Jaime Teixeira, Deumeires Morais (Vice-Presidenta da FETEMS), Onivan Correa (Secretário de Formação Sindical da FETEMS) e Sueli Veiga Melo (Secretária de Assuntos Educacionais da FETEMS) participaram da Plenária Mundial Popular de Educação, em Recife, realizada pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação).
“A obra de Paulo Freire e a comemoração que a nossa Confederação realizou em homenagem a esse grande Educador, o pensador pernambucano, foi um sucesso e de grande importância para que a população brasileira pudesse vivenciar e participar desse "Ato Político, Cultural e Pedagógico Paulo Freire", que contou com a presença de lideranças educacionais e sindicais do Brasil e do mundo. Viva Paulo Freire, patrono da Educação Brasileira”, enfatizou o presidente da FETEMS, Professor Jaime Teixeira.
Durante a Plenária Mundial Popular de Educação foram realizadas várias comemorações do centenário do educador pernambucano Paulo Freire, que em 19 de setembro de 2021 completaria 100 anos, que começaram no domingo (19), com uma live - ato político, pedagógico e popular - com muita alegria e cultura popular. 
Na segunda, dia 20 de setembro, a programação do centenário se dedicou a ouvir as várias vozes do Continente Americano, Europa e África que estudam e praticam o pensamento freireano, que teve em sua abertura, a Aula Magna do semestre letivo da UFPE, proferida pelo reitor Alfredo Gomes e pelo vice-reitor Moacyr Araújo.
Logo após, entidades do movimento sindical e social coordenaram um bloco audiovisual apresentando as contribuições de Paulo Freire para o movimento sindical da educação e pedagógico latinoamericano. Foram apresentadas as influências de Paulo Freire na pesquisa, na ação e nos saberes das juventudes, no ensino, na cultura e nas ciências.
A importância de Paulo Freire para os movimentos sociais no mundo também foi tema de debates, com a presença de educadores e educadoras do Brasil, Argentina, Chile, Cuba, Estados Unidos, Portugal, Espanha, São Tomé e Príncipe, Angola, Moçambique, Guiné Bissau, Cabo Verde, todos compartilhando experiências da educação freriana. Bem como, depoimentos de gestores públicos e parlamentares tratando das contribuições de Paulo Freire para as políticas educacionais.

assessoria