"Ninguém educa ninguém. ninguem educa
a si mesmo, os homens se educam entre si,
mediatizadas pelo mundo."
Paulo Freire

20/10/2021 16:11 - Professores, administrativos e gestores da Educação são homenageados pela ALEMS

A pandemia da Covid-19 parou o mundo, fechou as escolas e deu um choque inédito na história da educação. Os trabalhadores tiveram que se reinventar para efetivarem suas atividades no âmbito do ensino remoto. Em reconhecimento ao esforço destes profissionais, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) realizou, na noite desta terça-feira (19), sessão solene mista para entrega da Comenda Professora Maria Ildonei de Lima Pedra, proposta pelo deputado Marçal Filho (PSDB), autor da Resolução 102/2019. 
“Ildonei sempre esteve em defesa da mulher, dos movimentos sociais e sindicais. Perdemos uma companheira e amiga cheia de garra, que sempre pensou em nós, sempre no coletivo e vemos quanta falta faz uma pessoa como Ildonei nesse momento em que lutamos contra um governo machista, homofóbico e que está destruindo a saúde, a Educação e os Serviços Públicos tentando aprovar a PEC 32 (Reforma Administrativa). Homenagear a grande mãe, sindicalista e ser humana incomparável Professora Ildonei, é não deixar passar em branco o seu legado na Educação Pública”, disse o Presidente da FETEMS, Professor Jaime Teixeira.
“Esperamos que esta homenagem sirva de estímulo aos profissionais que atuam na área, como também aos que pretendem entrar na carreira docente. Muitas pessoas não querem abraçar a carreira do educador por todos os problemas que a atividade impõe. Na pandemia tivemos esse exemplo, os professores tendo que se adaptar à tecnologia e se aprimorar com poucos recursos. Nesta noite, a Assembleia Legislativa reconhece o esforço desses trabalhadores em manter a educação à distância, o aprendizado e o interesse dos alunos à continuidade do saber”, afirmou Marçal.
De acordo com o parlamentar, a comenda recebeu o nome da professora Maria Ildonei de Lima Pedra em razão do excepcional serviço prestado pela educação e em favor dos direitos das mulheres. Ela fez parte da diretoria da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (FETEMS) e representante sindical da Associação Campo-Grandense dos Profissionais em Educação (ACP). 
“Minha mãe foi uma guerreira implacável na defesa da educação, dos direitos das crianças e no enfretamento à violência doméstica. Travamos muitas batalhas contra os descasos do Estado e exigindo respeito aos educadores, que têm a função mais importante de todas, ensinar. Ela lutou com bravura e coragem. Tenho orgulho de estar aqui pela minha mãe”, falou Adriano Lima Pedro, filho da professora Maria Ildonei.
Os homenageados da noite foram: Ângela Aparecida Bernegozze Monteschio, Bertides Aguiar Ferreira, Deumeires Batista de Souza Rodrigues de Morais, Diogo Ferreira de Moraes, Ivarlete Pinheiro Jean Sérgio Clavisso Fogaça, José Aparecido Ocanho Lino, José Vicente Tardivo, José Renivaldo Alencar, Marcos Gomes Vilani, Wilson Akira Tanizaki, Ramona de Lima Aquino, Rudnei Siqueira Bernardes, Nei Elias Coinhete, Idazima Alves de Oliveira, Reynaldo Abraão Camargo, Sandra Bernardes de Souza, Edna Pedrosa Batista, Marcia Regina do Nascimento, Arilda Castro dos Santos, Ayron Vinicius Pinheiro, Antonio José Gaspar Melin, Roberto Figueiredo, Audrey da Silva Milan Conti, Kely Pereira Nogueira, Dalvino da Cunha Silva e Daniela Meili Staut.
“A comenda tem uma importância muito grande pois além de homenagear os trabalhadores e trabalhadoras em Educação, eterniza o nome da professora Maria Ildonei que teve uma atuação fundamental na defesa dos(as) educadores(as) do nosso estado. Me senti honrada em receber essa honraria junto a um grupo de companheiros tão seleto de homenageados, felicidade de termos a professora Ivarlete de Camapuã neste grupo. A ALMS tem a oportunidade de homenagear e reconhecer o trabalho de excelência dos profissionais da Educação, isso é uma forma de valorização que deve ser extensiva à defesa da casa de leis na defesa dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação com avanços na carreira e remuneração”, disse Deumeires Morais, vice-presidente da Federação dos Trabalhadores Em Educação de Mato Grosso do Sul  (FETEMS).

com informações AL/MS